March 17, 2015

Please reload

Posts Recentes

Uber faz parceria com Embraer e promete táxis aéreos para 2020

July 26, 2017

1/10
Please reload

Destaques

ARTIGO: O mundo sem marcas seria um tédio

25 May 2014

Já imaginou um mundo sem marcas? Hoje, isso é difícil imaginar que isso um dia existiu. Afinal, elas fazem parte do nosso dia-a-dia e é algo que nos acompanha desde nosso nascimento, com a fralda da marca x, shampoo da marca y, roupinha da marca z.

 

E assim crescemos, conhecendo as marcas e fazendo delas parte do nosso mundo e integrantes de nossa personalidade, sendo instrumentos para mostrar ao mundo quem somos e como pensamos.

 

Mas esse dia de mundo sem marca existiu. Antes, as marcas eram símbolos utilizados apenas em caráter informativo de identificação de propriedade ou fabricante.

 

Com o tempo, os consumidores começaram a sentir preferência por determinado fabricante por sua qualidade ou preço. Assim, iniciava-se uma fidelidade a uma determinada marca.

 

Com a chegada da televisão, foi a oportunidade para dar vida à marca, mostrando ao mundo o que havia atrás dos logos, seus valores e forma de ver o mundo.

 

A partir deste momento, a marca ganha força, torna-se mais completa ao entendimento do consumidor. Ela começa a tomar corpo, como uma pessoa com a qual a gente se identifica e passa a se relacionar.

 

E assim, as marcas passam ser companheiras de nossa existência. Cúmplices de nossas loucuras e desejos e metas para nossa (ilusória) felicidade.

Trabalhamos duro em busca da conquista de nossos sonhos, para dar um futuro melhor a nossos filhos e sermos aceitos pela sociedade.

 

Neste último ponto, a marca tem influência direta. Utilizamos as marcas como ícones para demonstrar nossa personalidade, nosso status, nossa forma de ver o mundo.

 

Através das marcas, imprimimos nosso estilo ao primeiro olhar de um estranho.

É a embalagem do nosso EU. Tudo o que grudamos no corpo e consumimos traduz nossa personalidade e nosso jeito de ver o mundo e como queremos que o mundo nos veja.

 

Ao dirigir um carro, estudar em determinada faculdade ou vestir uma roupa de determinada marca nos faz sentir mais seguros frente a sociedade, independe do ambiente onde se vive. O que muda é a marca.

 

Nas altas rodas, veremos marcas de renome internacional. Na periferia, veremos marcas com as quais este público se identifica e também, marcas de renome internacional. Verdadeiras ou não, não importa. Tanto que uma pesquisa recente mostrou que os maiores consumidores de produtos falsificados de marcas internacionais, são de classe A. Você duvidaria da origem de um produto usado por uma mulher eleganterrima? O que vale é a marca.

 

É tudo uma questão de referencial. Cada público tem o seu. O que existe de comum é que cada ser humano utiliza as marcas para se expressar, para sentir-se seguro perante ao mundo em que vive.

 

Usam as marcas como um amigo que te apoia, está ao seu lado para lhe dar segurança e um gosto especial pela vida.

 

Assim, ao criar marcas, não criamos apenas um logo para acompanhar um produto. Criamos algo maior que terá uma relação bem mais profunda com o consumidor.

 

E isto, é um trabalho apaixonante!

 

Lais Carvalho

Sócia Fundadora da Why not? Consultoria de Marcas

Fotógrafa e artista nas horas vagas

Please reload


Siga-nos
Busca por Tags
Please reload

Arquivo
  • Facebook Basic Square
  • Google+ Basic Square

Drops inspiradores, insights,artigos e outras cositas mas.

@2015 Yes, you can! Comunicação para PMEs
Potencializando negócios.

Entre em contato conosco:

consultoria para pequenas e médias empresas, consultoria para pequenas e médias empresas, consultoria para pequenas e médias empresas,  consultoria para pequenas e médias empresas, consultoria para pequenas e médias empresas, consultoria para pequenas e médias empresas,  consultoria para pequenas e médias empresas, consultoria para pequenas e médias empresas, consultoria para pequenas e médias empresas, consultoria para pequenas e médias empresas,  consultoria para pequenas e médias empresas, consultoria para pequenas e médias empresas, consultoria para pequenas e médias empresas,  consultoria para pequenas e médias empresas, consultoria para pequenas e médias empresas, consultoria para pequenas e médias empresas, consultoria para pequenas e médias empresas,  consultoria para pequenas e médias empresas, consultoria para pequenas e médias empresas, consultoria para pequenas e médias empresas,  consultoria para pequenas e médias empresas, consultoria para pequenas e médias empresas, consultoria para pequenas e médias empresas, consultoria para pequenas e médias empresas,  consultoria para pequenas e médias empresas, consultoria para pequenas e médias empresas, consultoria para pequenas e médias empresas,  consultoria para pequenas e médias empresas, consultoria para pequenas e médias empresas, consultoria para pequenas e médias empresas, consultoria para pequenas e médias empresas,  consultoria para pequenas e médias empresas, consultoria para pequenas e médias empresas, consultoria para pequenas e médias empresas,  consultoria para pequenas e médias empresas